• Inscreva-se no RSS da Catedral

    SEJA FEITO CONFORME A TUA FÉ

    19 fev 2015   //   por   //   Colunas  //  Sem comentários

    Mt. 8.7-13
    e Lc.7.1-10

     

    A história da cura do servo do centurião romano é narrada em dois evangelhos, Mateus e Lucas, com pequenas diferenças que não atrapalham o entendimento. Mateus diz que o próprio centurião procurou Jesus e intercedeu por seu criado. Lucas informa que o centurião solicitou aos anciãos que intercedessem por ele junto a Jesus, pelo fato de serem testemunhas de que, como prosélito da religião judaica, ele havia doado recursos para a construção da sinagoga da cidade. O nome do centurião e do seu criado não aparece nas narrativas. Centurião é o oficial do exército romano que comanda um grupo de cem soldados (uma centúria). Deve corresponder hoje a patente de capitão do Exército. É muito significativo que este importante cidadão romano creia no Deus de Israel e assuma isto publicamente e também creia que Jesus é o Messias, cuja autoridade não conhece limites no céu, na terra e no mar.

    Aplicação: toda e qualquer cura começa com a nossa fé em Deus e no Senhor Jesus, o Messias. Fé pública, fé assumida diante de quem quer que seja.

    A enfermidade
    O texto diz que o criado estava paralítico e que sofria horrivelmente.

    No meu entendimento este “sofrer horrivelmente” significa muita dor, uma das características do câncer. É tão terrível que afeta profundamente também quem está por perto, tendo em vista não ter o que fazer para amenizar a dor. Hoje em dia existem medicamentos fortíssimos que aliviam a dor, ainda que temporariamente, mesmo assim com efeitos secundários.

    Aplicação: Não existe qualquer enfermidade, por mais grave e difícil que seja, que não possa ser curada pelo Senhor Jesus.

    O pedido intercessório
    O verso 6 é tremendamente objetivo e direto – 12 palavras:  Senhor, o meu criado jaz em casa, de cama. Paralítico, sofrendo horrivelmente.

    Aplicação: não é pelo muito falar, mas pelo pronunciar as palavras certas, com humildade, com sinceridade e inspiradas pelo Espírito Santo.

    A resposta imediata de Jesus
    Verso 7 – são apenas 3 palavras! “Eu irei curá-lo”

    Aplicação: Jesus não enrola ninguém. Ele tem uma resposta certa para cada um de nós e também vai direto ao ponto.

    Uma atitude inusitada
    O centurião romano não se acha digno, em termos espirituais, de receber Jesus em sua casa. Além disto, ele conhece muito bem na teoria e na prática o princípio da obediência e da autoridade outorgada. “Eu”, diz o centurião, “por força da minha patente, exerço plena autoridade sobre os que estão sob o meu comando. Creio que Jesus, que tem toda a autoridade, não precisa ir a minha casa; basta que diga, daqui mesmo, uma palavra de poder e autoridade e meu criado ficará curado”.

    Aplicação: a atitude deste homem agradou muito a Jesus porque além de fé, ele tinha experiência de comando e obediência, para cima e para baixo e soube trazer isto para a vida espiritual. Todos nós temos algum tipo de experiência na vida profissional e pessoal, mas nem sempre sabemos usar esta experiência na nossa vida espiritual. É preciso ter fé sim, mas, se possível, enriquecer a nossa fé com aquilo que temos aprendido de bom no dia a dia da nossa caminhada. Cumpre ainda acrescentar que o militar recebe treinamento para fazer corretamente tudo o que se espera que ele faça. Como seria proveitoso se os pais, professores e igreja nos dessem também o treinamento necessário para fazermos corretamente tudo que é necessário que façamos.

    A confirmação da bênção – Palavra de autoridade e poder
    Verso 13 – “Vai-te, e seja feito conforme a tua fé”.

    Aplicação: Na mesma hora o criado foi curado. Com Jesus, as coisas acontecem exatamente como devem, porque Ele está no controle de tudo.

    Toda glória seja dada ao Senhor! Amém.
    _ _

    Alcides de Moraes Mendes – Mineiro, casado, pastor metodista aposentado na 4ª RE (ES/MG)

     

     

    Deixe um comentário